Turismo no Paraná | Viajar para Paraná

O Paraná é um dos estados que tem um grande número de parques nacionais, destacando-se o Parque Nacional do Iguaçu e o Parque Nacional do Superagui. Foz do Iguaçu com cerca de 250 quedas-d’águas e 75 metros de altura, é conhecida internacionalmente. A Garganta do Diabo é uma das atrações do maior conjunto de cataratas do mundo. Além das visitas às atrações naturais, é um passeio bastante cotado conhecer a gigantesca hidroelétrica de Itaipú. Praia do Brejatuba em Guaratuba.

Outro ponto de interesse turístico é o Parque Estadual de Vila Velha, em Ponta Grossa, onde as rochas esculpidas pelos ventos e pelas águas parecem ruínas de uma grande cidade. Ainda em Ponta Grossa pode-se visitar o Buraco do Padre, a Capela de Santa Bárbara (construída pelos Jesuítas) e a Cachoeira da Mariquinha. Em Maringá existe a Catedral de Maringá (Catedral Basílica Menor de Nossa Senhora da Glória), segundo monumento mais alto da América do Sul e décimo do mundo. Crescente visitação tem ocorrido na região do Cânion Guartelá, (6° maior do mundo e o maior do Brasil) em Tibagi. As praias de Caiobá, Matinhos, Guaratuba, Pontal do Paraná e Praia de Leste são as mais frequentadas do Paraná. São procuradas por turistas não só no verão, mas também no inverno, quando parte da população vai para o litoral fugindo do frio do planalto.

Curitiba, capital do estado do Paraná, tem um planejamento urbanístico arrojado que serve de modelo a outras cidades brasileiras. Na fotografia, o Jardim Botânico, que reúne espécimes da variada flora local, provenientes da mata de araucárias, floresta tropical e mata atlântica. Palácio Avenida.

Curitiba é hoje um importante destino turístico brasileiro, especialmente procurado por turistas oriundos de estados vizinhos que chegam à cidade por via terrestre. Um importante aumento no "turismo de negócios" tem também se verificado nas últimas décadas. Seja por razões de lazer ou trabalho, o fluxo de visitantes estimado no ano de 2006 chega a ser surpreendente: mais de 1 800 000 pessoas, ou seja, maior que o número de habitantes da cidade.

Os principais pontos de visitação da cidade são seus parques, e Curitiba conta com uma bem distribuída rede deles. Destacam-se o Jardim Botânico, com sua estufa iluminada (famoso cartão postal), o Parque Tanguá e a Ópera de Arame. Além dos parques, são procurados o museu Oscar Niemeyer, com seu curioso anexo em forma de "olho", a Rua 24 Horas, a panorâmica Torre da Telepar (Torre das Mercês), a praça Santos Andrade onde ficam o Teatro Guaíra e o edifício histórico da Universidade Federal do Paraná, e, em dezembro, o Palácio Avenida, sede do grupo HSBC, onde ocorre o tradicional espetáculo do coral natalino infantil, que reúne milhares de pessoas no calçadão da rua XV de novembro.

Os visitantes podem ter acesso a todos os principais parques e pontos turísticos da cidade (exceto os centrais) através de uma linha de ônibus circular especial, a custo baixo. Para os adeptos do ciclismo, existe uma importante (para os padrões brasileiros) rede de ciclovias, que permite acesso a vários recantos agradáveis da cidade em meio a áreas verdes. Encontram-se, porém, poucos locais de locação de bicicletas.

Curitiba tem outros pontos turísticos interessantes que merecem ser visitados: o Relógio das Flores, montado em um grande canteiro no centro histórico (o Largo da Ordem); o bairro de Santa Felicidade, onde se encontram vários restaurantes com comidas típicas de diferentes países, dos quais merece destaque o Madalosso, o maior restaurante das Américas; a "Boca Maldita", na avenida Luís Xavier, a "menor do mundo", pois tem apenas um quarteirão, onde políticos se reúnem no final da tarde para conversar sobre os principais assuntos do dia e trocar informações; as feiras de arte e artesanato aos sábados e domingos, além de outros parques e bosques. Paranaguá, a primeira cidade fundada no Estado, em 1648, guarda em suas igrejas de estilo barroco alguma coisa da história da época. Também pode-se ir de litorina da capital até Paranaguá numa viagem bastante interessante.

A Estrada de Ferro Curitiba-Paranaguá, construída pelo império há mais de cem anos, corta a Serra do Mar através de túneis e viadutos, atravessando precipícios a todo instante. A beleza da paisagem, formada pela mata quase virgem e por diversas quedas de água, é valorizada pelos abismos. Outro trajeto turístico da Serra do Mar é a estrada da Graciosa, de história mais antiga que a própria ferrovia, um sinuoso e encantador caminho, em sua maior parte de paralelepípedos, que desce a serra em meio a exuberante vegetação e vistas panorâmicas, chegando a Morretes (por onde também passa a ferrovia), cidade histórica, onde se saboreia o barreado, prato típico do litoral paranaense, e onde se praticam múltiplas modalidades de ecoturismo. A cidade é também famosa pela qualidade e variedade do artesanato e por seus alambiques, que produzem cachaça de qualidade.

De lancha, pela baía de Paranaguá, pode-se alcançar a ilha do Mel, onde a história e a natureza se misturam. No município da Lapa, São Benedito é festejado (dezembro) com a "congada" (dança dos negros congos, de origem africana, onde descendentes de escravos falam, recitam, cantam e dançam). Outras danças populares são o curitibano, com os pares fazendo roda; o quebra-mana, uma mistura de valsa e sapateado; e o nhô-chico, dança ao som de violas, característica do litoral.

Durante o ano inteiro, se realizam feiras e festivais, destacando-se a Munchen Fest de Ponta Grossa, a Oktoberfest de Rolândia, Carnaval de Rua de Tibagi, o Festival Internacional de Londrina, Festival de Teatro de Curitiba (o principal do país), Festival do Folclore, a Feira do Comércio e Indústria e a Feira de Móveis do Paraná (Movelpar). Atraem ainda considerável interesse as feiras agropecuárias de grande porte, em especial Expo Londrina, a maior da América Latina.

Fonte: Wikipédia



Destinos turísticos no Paraná

Imagem vetorial em formato de estrela Museu Oscar Niemeyer

O Museu Oscar Niemeyer (MON) é um espaço dedicado à exposição de artes visuais, arquitetura, urbanismo e design. O projeto, assinado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, ganhou área de exposição em formato de olho, que chama a atenção.

São quase 35 mil metros quadrados de área construída e mais de 17 mil metros quadrados de área de exposição, considerada a maior da América Latina.

Tem acervo de cerca de 4 mil peças, composto de obras de grandes artistas paranaenses, como João Turin, Theodoro De Bona e Guido Viaro, além de obras dos consagrados Tarsila do Amaral, Cândido Portinari, Oscar Niemeyer, Andy Warhol, Di Cavalcanti e Francisco Brennand.

O MON também conta com biblioteca com mais de 9 mil publicações e periódicos para pesquisa. São livros sobre história da arte, revistas especializadas, catálogos de exposições, vídeos com depoimentos de artistas e curadores, além de arquivo fotográfico, constituído por registros de obras e de artistas paranaenses.


Imagem vetorial em formato de estrela Parque Vila Velha

O Parque Vila Velha, tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Estadual, é uma opção de lazer e diversão para quem deseja contemplar a natureza, aproveitar atrações de lazer e aventura e conhecer os Arenitos, as Furnas e a Lagoa Dourada. O local tem quase quatro mil hectares e conserva fragmentos da mata de Araucária e vegetação de Campos Nativos.

Muitas espécies ameaçadas de extinção já foram vistas no Parque, como o lobo-guará, o bugio-ruivo, o tamanduá-bandeira e a jaguatirica. Também já foram encontradas aves como a águia-cinzenta, o papagaio-de-peito-roxo, o galito, o caminheiro-grande e a noivinha-de-rabo-preto.

Vila Velha é o primeiro parque concedido pelo Governo do Paraná à gestão da iniciativa privada.


Imagem vetorial em formato de estrela Museu de Ciência e Tecnologia

O Museu de Ciência e Tecnologia de Londrina (MCTL) é um projeto de divulgação científica, composto de 3 setores: Centro de Ciências, Observatório e Planetário. Os dois primeiros estão um ao lado do outro, no campus da UEL, e o Planetário fica na área central de Londrina.

Apesar da especificidade de cada setor, o museu como um todo trabalha para que a ciência passe do âmbito da curiosidade para o cotidiano das pessoas que participam de suas atividades programadas.


  • DDD(s) do estado do Paraná
  • 41
  • 42
  • 43
  • 44
  • 45
  • 46

Demografia Paraná

Bioma: Mata-Atlântica

Densidade: 52,40 Habitantes por Km²

Gentílico: paranaense

População (em 2010): 10.444.526 Habitantes

Unidade Territorial: 199.316,694 Km²

Fonte: IBGE


Quer viajar para Paraná? Aproveite todas as informações de turismo que o Viajandar.com.br possui sobre os municípios Paraná para não errar! Qual a Viagem ideal para suas próximas férias? Qual a sua próxima viagem? Dicas para viajar com segurança e tranquilidade.

Previsão do tempo no Paraná


Descubra tudo sobre Paraná. Previsão do tempo Paraná. Localização Paraná. Para planejar sua viagem sem se incomodar com nada.



Maiores cidades do Paraná

» Curitiba (1751907 Hab.)
» Londrina (506701 Hab.)
» Maringá (357077 Hab.)
» Ponta Grossa (311611 Hab.)
» Cascavel (286205 Hab.)
» São José dos Pinhais (264210 Hab.)
» Foz do Iguaçu (256088 Hab.)

» Colombo (212967 Hab.)
» Guarapuava (167328 Hab.)
» Paranaguá (140469 Hab.)
» Apucarana (120919 Hab.)
» Toledo (119313 Hab.)
» Araucária (119123 Hab.)
» Pinhais (117008 Hab.)

» Campo Largo (112377 Hab.)
» Arapongas (104150 Hab.)
» Almirante Tamandaré (103204 Hab.)
» Umuarama (100676 Hab.)
» Cambé (96733 Hab.)
» Piraquara (93207 Hab.)
» Campo Mourão (87194 Hab.)


Hospedagem no Paraná


Pacotes de viagens no Paraná

Pacotes de Viagens no Paraná

Bandeira do estado do Paraná

Bandeira do estado do Paraná

Mapa do Paraná